N. 19 – Belém/PA - Novembro/Dezembro - 2014

Maria Gaetana Agnesi entre Discursos Filosóficos e Matemáticos

Maria Gaetana Agnesi (1718–1799), nascida em Milão, era linguista, filósofa e matemática.

Foi considerada uma menina prodígio porque aos cinco anos de idade já falava francês e italiano. Com nove, compôs um discurso em latim tematizando o direito de as mulheres receberem educação. Aos 13, já havia adquirido fluência no grego, hebraico e espanhol.

É reconhecida como autora  da chamada "curva de Agnesi" e do primeiro livro que tratou, simultaneamente, do cálculo diferencialintegral, Escreveu em latim a obra "Propositiones philosophicae" (Proposições Filosóficas), datado de 1748 1, coletânea de ensaios englobando vários temas das ciências exatas e naturais.

Além disso, notabilizou-se pelo livro "Instituzioni Analitiche" (Instituições Analíticas),um compêndio profundo e claro de análise algébrica e infinitesimal, abordando mecânica celestial e teoria da gravidade de Newton. Durante uma década, ela escreveu os dois volumes dessa  obra que, traduzida para o inglês e o francês, influenciou, em diversos países, a bibliografia atual sobre o assunto. O primeiro volume, com mais de mil páginas, tratava de aritméticaálgebratrigonometriageometria analíticacálculo; o segundo abrangia equações diferenciais. Foi a primeira obra que uniu as ideias de Isaac Newton e de Gottfried Leibniz 2.

Agnesi destacou-se na comunidade científica por expressar, nos debates e nas publicações, profundo conhecimento desses conteúdos. Pelos estudos e competência demonstrados, em 1750 d.c o Papa Bento XIV a nomeou para a cadeira de matemática e filosofia natural na Universidade de Bolonha, sendo a primeira mulher a exercer tal função.

Referências
1.  "The World of Maria Gaetana Agnesi, Mathematician of God", de Massimo Mazzotti. 2007 The Johns Hopkins University Press. (Cf. páginas desse livro no Google Books).
2. About Maria Agnesi